sábado, 4 de maio de 2013

NOITE DE CÃO POR CONTA DO SR. GILBERTO DINIZ

Vídeo: Yanka Monteiro
Fica registrado aqui a minha indiguinação contra o Sr. Gilberto Diniz e sua esposa (conheço de vista a muito tempo, mas não sei o seu nome).
OS FATOS
Na noite de ontem (03/05) acontecia na residência em que o mesmo mora, na Avenida Avelino Chaves, próximo a casa de Oração da Igreja Católica, uma festa ou confraternização.
Quando estava na Pizzaria Cheiro Verde, por volta de 21 horas e 45 minutos, recebi uma ligação de meu Irmão (Gilmar), o mesmo me perguntou se eu estava no Arraial, eu disse que não; ele me relatou que estavam soltando muitos fogos (rojões) quase em cima da Casa de minha Mãe (Clotilde) e que a minha filha que estava com ele(s) estava se assustando muito. Pagamos a conta e fomos para casa (Eu, minha Esposa e minha Sobrinha Yanka).
Ao chegar em casa a minha mãe disse que os fogos tinham diminuído a sua intensidade e a minha filha (Ana Laura) de 1 ano e 9 meses, tinha conseguido dormir. Mais ai começou tudo de novo, os fogos (rojões) voltaram a explodir e pareciam cair cada vez mais perto, até chegando a parecer que explodiam dentro da casa de minha mãe, e já eram por volta de 10 horas e 30 minutos, como não gosto muito de confusão, resolvi ligar para o quartel e solicitei ao militares que fossem até a residência do mesmo e pedissem para que  parassem os fogos, pelo elevar da hora e por Perturbação do Sossego e pelo telefone o Militar que me atendeu pode ouvir o barulho dos fogos (rojões) pelo telefone, nesse instante a minha Filha se acordou desesperada, quase que em Pânico e não parava mais de chorar (quando a gente ver um filho da gente nessa situação, ninguém aguenta).
Me dirigi a té a casa, (que por sinal, os fundos do seu quintal, faz fundos com a casa da minha mãe e a minha), chegando lá visualizei o Dean (Jeferson de Matos) tocando teclado e o Jota Alves, cantando; Não conheci mais muita gente e de fora do portão perguntei a uma pessoa: De quem é essa festa? Uma senhora me respondeu: " do Gilberto". Eu disse: Gilberto Lira? Ela disse: "Gilberto Diniz", pedi a mesma para chamá-lo pra mim. Foi quando apareceu pra conversar comigo, a sua esposa e Eu implorando com as mão como quem está rezando pedi a mesma: Por favor a senhora pode pedir para parar esses fogos que a minha filha está desesperada em casa, aos gritos. A esposa do Sr. Gilberto Diniz, disse: "se acalme por favor". Eu disse:  A senhora diz isso porque não é sua filha que está em prantos e desesperada em casa, esses fogos estão estourando quase em cima da casa de minha mãe. Ela sim está muito nervosa, eu não. Ainda disse para a mesma que por ser mais de 10 horas e 30 minutos, se os fogos não parassem eu iria tomar outras providências, como registrar queixa (noticia crime) na Delegacia Local. Ai a esposa do Sr. Gilberto Diniz entrou, e por alguns (2 minutos) os fogos (rojões) cessaram e não voltou mais ninguém para conversar comigo. A minha sobrinha Yanka (assustada), acompanhava tudo de frente da casa de Oração.
Como não apareceu ninguém mais para conversar e os fogos (rojões) cessaram fui para casa, mas antes de chegar em casa os fogos (rojões) estouravam mais forte ainda e pareciam ter sido direcionados para cima de minha residência. Resolvi ir na Delegacia de Polícia, registrei uma Notícia Crime e vou tomar as medidas cabíveis.
Hás 01 hora  e 30 minutos da madrugada de hoje (04/05) voltaram a soltar mais uns 04 Rojões, voltei a residência, e dessa vez com a minha filha no Braço e pedi para um rapaz conhecido como "Perigoso" chamar o Nobre Deputado, ao me ver do lado de fora, o mesmo agiu com indiferença e como diz na gíria "nem ligou"; Falei com o Dean (Jerfeson de Matos) e o Sr. Plínio (executor do Incra) e mostrei a situação da minha filha, ainda muito nervosa, foi quando o Dean, disse: "Eu vi quando tú veio aqui da outra vez, e eu pedi pra ele não soltar mais fogos, mas...", voltei a acionar  190 e  solicitei a confecção de um Boletim de Ocorrência. Fui informado pelo comandante da equipe, que na 1ª vez, alem de minha filha, foram incluídos também como vítimas no Boletim de Ocorrência, alguns funcionários do Hospital, que se sentiram incomodados. O som dos últimos rojões também foram ouvidos pelos militares.
* Estamos até essa hora sem dormir com a nossa filha aflita, por culpa de pessoas que só pensam em seu próprio umbigo. Segunda- Feira, de posse da Cópia dos 02 Boletins de Ocorrência e da Noticia Crime, irei ao Ministério Público e se preciso for, irei até a Assembleia Legislativa.
Agora fico pensando: Será por esses motivos ou por atitudes como essas, que a oposição no Acre, não consegue muita coisa? Pois um Deputado Estadual que é pra fazer projetos para nossa cidade, faz 03 indicações para título de Cidadão Acriano e nada mais?


11 comentários:

  1. Isso ai e o de menos pra ele, ele quer ser o cara

    ResponderExcluir
  2. inveja mata, se tu num tem dinheiro pra fazer isso fica na tua...
    seu incomodado!!

    ResponderExcluir
  3. que vergonha, tem gente que num tem o que fazer e fica espondo sua propia filha....
    discarado!!!

    ResponderExcluir
  4. Aqui perto da minha casa tem um pessoal que não tem o que comer, mas, em dias de jogos tem dinheiro pra comprar rojões... Fogos de artifício em zonas residenciais deveriam ser proibidos por Lei... Esse puxa-saco "anônimo" aí em cima devia estar na festa, aproveitando a "boca livre"... Já que ele diz que o deputado "tem dinheiro", deveria ter alugado um local pra fazer a festa e não perturbar os vizinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigado, Acreucho. Pessoas inteligente e sensatas sabem do que eu estou reclamando. Puxa saco, ai eu não sei. Pois eu trabalho pra ganhar o meu dinheiro.

      Excluir
  5. Inveja?...sem comentários. Dinheiro não é tudo, e o pouco que eu ganho é trabalhando, não JOGO, dificilmente aposto, só em Jogos Legais, mas tenho felicidade e uma ótima família. Expondo a minha filha? Eu tentei somente que ele ou quem tivesse por lá, visse a situação que se encontrava a minha filha, eram 1 e meia da manhã. Se eu tivesse a intenção de expor ela (minha) filha, faria um vídeo e mostrava para vc e para todos, como ela ficava e agora fica toda vez que soltam fogos. Vc não deve ter família (filhos) ou então deve receber alguma coisa para fazer esse tipo de comentários. Quando vc tiver uma filha(o), me avisa para que eu possa passar mais de 2 horas soltando fogos em cima de sua casa.
    Acima de tudo tenho coragem de divulgar essas atrocidades, e você não tem coragem nem de divulgar o nome.

    ResponderExcluir
  6. Esse anônimo é uma piada mesmo...para soltar fogos e fazer badernas é preciso dinheiro?

    ResponderExcluir
  7. Vamos Averiguar os Comentarios!

    ResponderExcluir
  8. Betânia Isídio6 de maio de 2013 10:19

    Tem gente q pensa q porq tem dinheiro pode fazer baderna e pertubar a paz alheia,PARABÉNS Gilberto Monteiro,amei sua atitude,NÓS QUE TEMOS FILHOS sabemos o quanto essas badernas atormentam eles.Betânia Isídio

    ResponderExcluir
  9. Uma pessoa com um cargo público desse (Deputado), deveria no mínimo, se retratar. Pena que de onde deveria vir o exemplo vem desrespeito com o cidadão.

    ResponderExcluir
  10. Estou triste e envergonhada! Sou de Sena e amo essa cidade, porém nunca pensei que iria chegar o tempo em que defender nossos direitos seria denominado de "inveja". Graças a Deus não tenho dinheiro, nem poder e minha família, também, nunca foi e nem fez questão de fazer parte da "elite" dessa município. Que Deus abençoe aqueles que cultuam o dinheiro e vivem em prol do enriquecimento e que, quando o conseguem e tem a chance de fazer algo de bom pelo seu semelhante, tornam-se arrogantes e escravos da riqueza. Que nosso Pai maior, também, dê discernimento aos que, mesmo sem dinheiro, se julgam dono do mundo. Não é o que você juntou, e sim o que você espalhou que reflete como você viveu a sua vida. Que as famílias de nossa sociedade não venham a ser destruídas pela ganância do ter e do ser.

    ResponderExcluir